Responder ao comentário

Alimentar o planeta, energia para a vida - D.B Expo

Este o tema central para a Expo Milão 2015 que, decorrerá de 1 à 31 de Outubro de 2015 nesta cidade italiana tendo em vista as comemorações do bicentenário do nascimento de Dom Bosco. A actividade está a ser preparada por uma comissão, presidida pelo padre José Miguel Nunez, conselheiro regional dos salesianos de Dom Bosco para a Europa ocidental mas, é uma actividade internacional que envolverá os 133 países de presença Salesiana.

 Segundo o presidente da organização disse que, será um grande contributo que a congregação dará ao mundo quanto ao problema da fome que, infelizmente ainda assola o nosso planeta: “ A Exposição universal de Milão oferece a congregação Salesiana uma grande oportunidade de sensibilização educativa e participação dos jovens sobre um tema chave, de extrema actualidade e importância para todos os países do mundo: «alimentar o planeta, energia para a vida». No ano do Bicentenário do nascimento de Dom Bosco, a congregação salesiana, presente nos 133 países do mundo, sentir-se-à feliz por poder dar uma contribuição significativa a libertar da fome e a ter o direito a uma alimentação adequada, envolvendo os jovens num empenho individual e social”.

 Antes de tudo podemos falar de uma exposição de diálogo. Estimular e conduzir um diálogo global numa abordagem multidisciplinar e das muitas partes interessadas, acerca do desafio universal: “ é possível garantir uma quantidade de alimento bom, sadio e sustentável para toda a humanidade?” Todos sabemos que a resposta é sim e que o desafio se refere ao como. A Expo – Milão oferece algumas sinergias em termos de:

  • Colaboração da missão salesiana neste tema da Expo – Milão “alimentar o planeta, energia para a vida” por meio de campanhas de comunicação que envolvam toda as inspectorias.
  • Promover o carisma salesiano por meio de temas educativos globais, como foram evidenciados no guia ao tema. O alimento e as desigualdades da nutrição, abundância e privação.
  • Cooperação com outras entidades que trabalham no campo da educação e formação, na produção e consumo de alimentos, educação global, cooperação para o desenvolvimento.
  • Possibilidades de criar e/ou reforçar as redes e parcerias estatal – particulares, ao menos com os países interligados, as ONG, sociedade civil, inclusive as universidades e as empresas.

 Fonte: Dom Bosco Network

 

 

 

Sem título.png

Responder

Refresh Type the characters you see in this picture. Type the characters you see in the picture; if you can't read them, submit the form and a new image will be generated. Not case sensitive.  Switch to audio verification.